IMG 20171122 WA0003Na manhã de hoje, 22 de novembro, representantes da classe farmacêutica e profissionais da área se reuniram no Conselho Regional de Farmácia do Tocantins (CRF/TO), a fim de dar sugestões e colaborar com o projeto de lei nº 68, de 11 de abril de 2017, com autoria da Deputada Estadual Valderez Castelo Branco. O mesmo trata do descarte de medicamentos no estado do Tocantins.

 

Ainda nesta semana, a presidente do CRF/TO, a Dra. Marttha Franco Ramos foi chamada até a Assembleia Legislativa do Tocantins, para se reunir com o relator do projeto, o Deputado Estadual Zé Roberto e a Deputada Estadual Luana Ribeiro que preocupados com a matéria pediram considerações à presidente, sobre o projeto que entraria em votação em breve.

“Foi muito produtiva a reunião com os parlamentares. Com o projeto de lei em mãos pude convocar representantes da classe farmacêutica e discutir ideias que colaborassem com a matéria que é de extrema relevância pra classe farmacêutica. E foi o que fizemos! Algumas considerações partem do trabalho desenvolvido por nós no dia-a-dia. Todas elas foram enviadas via ofício ao relator, ainda na manhã de hoje.” Disse a Dra. Marttha, presidente do CRF/TO.

Um dos pontos levantados pela diretoria do CRF/TO foi à triagem dos medicamentos que serão descartados. “Neste aspecto levantamos um ponto muito relevante que é sobre o pedido de um relatório com detalhes do produto descartado. Os produtos quando descartados estarão fora de suas embalagens primárias, não tendo os farmacêuticos, condições de identificar o referido produto, fabricante, lote ou qualquer outra informação que originalmente foi descrita em sua embalagem, além de que não há condições de saber o motivo do descarte. Fizemos também outros apontamentos e agora vamos aguardar o que vem aí em relação ao projeto.” Reforçou a presidente.

 

Ascom CRF/TO