27 de novembro de 2017 – Foram prorrogadas até 11 de dezembro as inscrições para a primeira edição do Laboratório de Inovação em Educação na Saúde, promovido pela Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) e pelo Ministério da Saúde do Brasil. A proposta é mapear práticas inovadoras e experiências exitosas que contribuem para a formação e qualificação dos trabalhadores e profissionais de saúde no Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Serão aceitas inscrições de iniciativas desenvolvidas em três eixos temáticos, sendo eles “Integração ensino-serviço-comunidade”, “Educação e práticas interprofissionais” e “Gestão da Política de Educação Permanente em Saúde”. Os projetos apresentados devem ser mensuráveis e comprováveis por indicadores.
Segundo Mónica Padilla, coordenadora da Unidade Técnica de Capacidades Humanas para a Saúde da OPAS/OMS no Brasil, o Laboratório de Inovação é uma grande oportunidade de contribuir para a atualização da Política de Educação Permanente em Saúde. “É a primeira experiência das Américas neste campo, que mostra também a importância transversal dentro dos sistemas de saúde no processo formativo e na prática profissional, buscando sempre atender as necessidades de saúde da população”, afirmou.

 

“Percebemos que o conhecimento proporcionado pela estratégia dos Laboratórios de Inovação contribui para o aperfeiçoamento da Política Nacional de Saúde, promovendo uma interlocução mais próxima do Ministério da Saúde com os profissionais que estão no território”, destacou Claudia Brandão, diretora do Departamento de Educação e Gestão na Saúde do Ministério da Saúde brasileiro. As experiências selecionadas receberão certificado de reconhecimento do projeto e serão apresentadas em publicação a ser elaborada pelo Ministério da Saúde e pela OPAS/OMS.

 

Crédito da imagem: Arthimedes/Shutterstock.com

 

Fonte: OPAS/OMS Brasil